sexta-feira, 30 de julho de 2010

Sem Recordar





Sem Recordar

Eu respiro o perfumar
Das lembranças
Nostalgicamente
Vivas dentro de mim.
Mas...
Não me recordo!

Rô Lopes

2 comentários:

Sonia disse...

Lindo seu poema. viver as lembranças é telas em si guardadas. Que irão com vc para o resto da sua vida. mesmo sem recordá-las. Parabéns. Bjs.
Sou nova na comunidade mas tenho um blog e quis vir conhecer o de vocês é lindo amei. SoniaRevoredo.

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


TE SIGO TU BLOG




CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...


AFECTUOSAMENTE
AMANDO E VIVIENDO O AMOR PLENAMENTE

ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE CACHORRO, FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER Y CHOCOLATE.

José
Ramón...