terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

"Grito sem Voz"




“Grito sem Voz”

Grito pelos meus sonhos enclausurados no muro dos seus medos
Grito no silêncio das paredes aflitivas provocadas pelos seus receios

Sim!

Do seu medo, porque você alimentou dando vida aos meus sonhos
Porque você faz parte deles e muitos você gerou
E eu ousei ir mais longe você ousou ir comigo e ousamos vive-los
E você foi comigo e eu segui você
E agora, como o eco de um grito sem rumo,
Nas montanhas íngremes de um passado fracassado entre o sol e a lua
Você se perdeu... Eu me perdi
Não faço parte deste passado...
Eu grito... Você grita...
Busco-te, você me busca
Ouço seus gritos que se misturam aos meus
Busco e não chego onde você esta
Porque você não esta mais onde te possa sentir onde te possa amar.
Onde possa te tocar... Onde possa sentir tocada
Enclausurou-se a si mesmo no vácuo do desencanto
E no desespero da coação imposta pelo tempo de outrora
Deixando escapar por entre as entranhas do desalento
Meus sonhos, seus sonhos, nossos sonhos...
Tais como plumas ao vento
Soltas... Solitárias... Sem rumo...
À deriva... Sem tempo... Atroz...
Sem grito!
Um grito...
Apenas um grito sem voz!

Rô Lopes

3 comentários:

SEVERIM... UM TROVADOR. disse...

Um grande "Grito sem Voz", certamente! E até parecia, atávico, telúrico, partir daquele "Homem-Árvore" que ilustra o seu belo Poema.
Parabéns, minha Comendadora. Estou feliz por descobrir "o seu recanto"!Voltarei sempre que puder.
um beijo,
Sergio Severo

mario delio disse...

Você poderia acionar esse cafajeste por perdas e danos, pelo fato dele ter se insinuado tanto e depois ter tirado o corpo fora ...
Onde já se viu, deixar uma moça de família tão excitada e tão cheia de sonhos e esperanças ... E no final dar no pé !!!
Pude ver pela foto no poema a tremenda cara de pau do sujeito !!!
Brincadeiras à parte, queria parabenizá-la pelo lindo blog ao qual pretendo voltar mais vezes !
Gosto muito da sua linha mais madura, mais culta, mais densa, sem apelos baratos ao erotismo e à sexualidade.
Comendadora Rô Lopes faz atualmente as poesias mais lindas e mais sofisticadas da internet (e olha que eu já vi um monte de poetisas por aí ...
Você mora no lado esquerdo do meu peito - te adoro !!!
Mario Delio
deliotech@gmail.com

DALVALENE ESTRELA MATUTINA! disse...

"Grito sem Voz"...
Juro que tentei gritar amiga, mas de tão belo, fiquei realmente sem voz.
Lindo, lindo, lindo...